Como Saber se Você Precisa de Terapia

Apenas 2% da população que assume precisar de terapia, buscam por este serviço segundo o instituto Market Analysis. Será que as pessoas realmente sabem identificar quando precisam de terapia?

Sistema Imunológico Mental

Você sabe o que é o Sistema Imunológico Mental?

Compreender este termo é importante para saber identificar se você precisa de terapia.

Mas antes, vamos revisar um outro conceito que certamente você conhece.

 

Clique Instagram

O Sistema Imunológico

Provavelmente conhece o termo “Sistema Imunológico” relacionado à saúde física.

E por menos que goste de biologia, sabe que ele é responsável por proteger o seu corpo contra “invasores” que podem ser doenças, vírus, bactérias, micróbios e outros.

Basicamente é uma defesa natural e extremamente poderosa que já nasce com você.

Sempre que adoecemos fisicamente, existe uma relação de “Causa e Sintoma” operando.

Por exemplo, o espirro, a tosse, a febre, garganta inflamada são sintomas, já a origem é o vírus que está causando estas reações no corpo.

Quando você toma remédio para tratar estes sintomas, não está combatendo diretamente a causa, apenas aliviando os sintomas enquanto seu sistema imunológico combate a causa.

Em primeiro lugar então, precisamos saber que quem realmente resolve o problema na grande maioria das manifestações de doença, é o sistema imunológico, são as defesas naturais que existem no corpo.

Em segundo lugar, entender que os remédios normalmente são focados em tratar os sintomas.

Até as vacinas têm este propósito. Elas previnem as doenças porque preparam e fortalecem o sistema imunológico para agir quando um invasor chegar.

 

Sistema Imunológico

Voltando ao Sistema Imunológico Mental

Os mesmos conceitos existem na estrutura psicológica de uma pessoa. Onde os traumas são os invasores (vírus etc) e os transtornos são os sintomas/doenças, como a depressão, a ansiedade, a fobia etc.

Nosso “SIM” (Sistema Imunológico Mental) age durante todo o tempo combatendo, digerindo os momentos traumáticos em que somos expostos frequentemente, evitando que eles se transformem em transtornos (doenças) gerando sintomas e contaminando nosso organismo psicológico.

Porém, assim como nosso sistema imunológico pode falhar, o SIM também pode.

E é neste ponto que precisamos focar agora. Porque quando seu sistema imunológico falha e você adoece, o que faz? Procura um tratamento médico.

Então quando seu SIM falhar e um transtorno também se instalar em sua mente, o que você deve fazer? Procurar um tratamento terapêutico.

 

Comparativo

Como identificar um transtorno

Da mesma forma que você identifica uma doença, percebendo que alguma coisa em você não está funcionando bem fisicamente, consegue perceber que algo também não está legal psicologicamente.

Ou ainda, percebendo que está perdendo performance, qualidade de vida, que está se sentindo com limitações, impedimentos para fazer qualquer coisa que gostaria, devido ao seu comportamento.

O que não pode, é tentar se acostumar e conviver com sua “doença”, seja fisiológica ou psicológica. Isso é acomodação e pode reduzir seu tempo e qualidade de vida.

Se está percebendo algum comportamento errado em você, busque ajuda para superá-lo.

Não vale a pena deixar de aproveitar sua vida plenamente por causa de uma depressão que pode reduzir seu relacionamento saudável com outras pessoas e com o mundo.

Um quadro de ansiedade que pode atrapalhar sua produtividade, seu direito de aproveitar o momento atual que está vivendo.

Um transtorno de compulsão que pode retirar de você, uma de suas principais autonomias, o autocontrole sobre suas decisões.

Ou ainda, fobia, procrastinação, pensamentos obsessivos, transtornos alimentares, vícios etc.

 

Atenção também aos sintomas físicos

Existe um termo chamado de somatização, que faz referência ao corpo reagindo fisicamente, manifestando mal funcionamento devido à transtornos psicológicos.

Estes sinais também apontam para a necessidade de tratamento terapêutico.

Basicamente se a medicina tradicional não explicar a causa e a existência de uma manifestação física/fisiológica, certamente é a somatização de algum trauma.

Alguns dos mais conhecidos são Fibromialgia, Dores Crônicas, doenças autoimunes, transtorno de ansiedade.

(Parágrafo Top Secret) Nós que estudamos a fundo Hipnoterapia e outras áreas terapêuticas como As Leis Biológicas, Nova Medicina Germânica… acreditamos que todas as doenças físicas (como câncer etc) que se manifestam sem causa aparente, são resultado de transtornos psicológicos. Foram causadas ou deixaram de ser evitadas em nossa mente. (fim do parágrafo Top Secret)

 

Somatizar

Os remédios para depressão, ansiedade e outras doenças funcionam?

Agora você já sabe responder esta pergunta, certo?

Claro que funcionam, combatendo os sintomas enquanto o Sistema Imunológico Mental combate as causas, “digerindo”, superando, dessensibilizando, o trauma que originou.

Geralmente os remédios psiquiátricos agem aliviando os sintomas, provocando alteração de humor, estabilizando o quadro emocional e comportamental.

Isso é possível porque utilizam princípios ativos que agem diretamente no sistema nervoso e no eixo hormonal, inibindo quimicamente as reações negativas.

Mas é importante reforçar que se o SIM não for capaz de superar internamente as causas, os remédios não farão este trabalho.

São os casos onde o paciente precisa se manter refém da medicação por toda a vida, se parar de tomar, os sintomas voltam.

 

O que são traumas

São momentos vivenciados com forte alteração e intensidade emocional.

Estes momentos ficam registrados como uma memória.

Para entender melhor é relevante saber que existem 2 tipos de memória, a vivencial e a emocional.

Se em uma quarta-feira você tentar se lembrar do almoço de domingo, certamente conseguirá se lembrar do que comeu, de como o prato estava montado, a temperatura da comida e até do sabor. Esta é sua memória vivencial (ou sensorial), são as informações captadas pelos sentidos básicos.

Agora, se você for capaz de se lembrar, sentindo novamente a sensação que sentiu quando comeu aquela refeição, estará acessando sua memória emocional.

Normalmente, quanto mais distante cronologicamente de uma memória, menos acesso a esta informação emocional, nós temos.

Sabendo disso, fica mais fácil compreender que um trauma é uma memória emocional negativa, intensa, que foi vivida sem um preparo prévio.

Um trauma pode aparentemente estar resolvido quando passado algum tempo, pela falsa percepção de não sentir mais o incômodo emocional.

O que pode ser mentira. A aparente ausência do incômodo emocional pode ser apenas resultado do tempo que passou e não da real superação.

O tempo não é uma solução, ele apenas distancia a percepção do incômodo, que se estiver intacto internamente, continua tendo poder de gerar todos os sintomas citados nesta leitura.

Nestes casos, tratamento terapêutico sim, pode ser uma solução.

O estado de hipnose permite acessar estas memórias emocionais.

 

Formula do Trauma

Como fortalecer seu “SIM”

Assim como para a saúde física temos que nos preocupar em ter um sistema imunológico forte, ativo e funcional, o mesmo deve acontecer para o sistema imunológico mental.

Para fortalecê-lo você deve cuidar das informações que entram em você para que sejam na grande maioria, positivas. Buscar e vivenciar estímulos psicologicamente saudáveis, viver momentos de felicidade e boas emoções.

É assim que fortalecemos nosso SIM.

O mundo está cheio de vírus, bactérias e demais invasores mentais tentando contaminar seu equilíbrio emocional, sua saúde mental…

Notícias ruins por todo lado, preocupações etc.

Fortaleça suas defesas tendo em sua rotina momentos de prazer, relaxamento, os famosos momentos de aproveitar a vida.

Como estas percepções são individuais, cada pessoa deve neste momento se conhecer para entender o que lhe faz bem, se sentir bem.

Por exemplo, se gosta de meditar, separe um tempo em sua agenda com prioridade para isso. Se gosta de receber carinho e atenção, tenha pessoas próximas que cuidem assim de você.

Cuide de você, de sua saúde mental para viver mais e melhor.

Prevenir é sempre melhor.

 

Qual terapia escolher

Hoje em dia existe uma infinidade de opções e linhas terapêuticas para buscar ajuda. Psicoterapia, Psicanálise, Hipnoterapia, Coaching, Reiki, Ozonioterapia, Cromoterapia etc.

Para explicar como avaliar cada uma delas da maneira correta, eu precisaria de dezenas de páginas.

Mas vou tentar fazer isso de maneira breve e objetiva.

Psicologia

Se a causa dos problemas que você quer superar estiverem no presente, ou seja, se você ainda vive em seu dia a dia, estímulos que alimentam os transtornos, como viver em um casamento abusivo, um emprego com assédio moral etc. Ou ainda para superar momentos pós-traumáticos, a psicoterapia é indicada.

Hipnoterapia

Se os problemas estão no passado, os traumas. Se percebe que não existem motivos em seu momento presente de vida que justifiquem os transtornos, as limitações, disfunções em sua vida, a Hipnoterapia é indicada.

Psicanálise

Se você percebe que tem dificuldade para identificar qual é o problema, se falta autoconhecimento, e se você não tem pressa para seu tratamento, a psicanálise é indicada.

Coaching

Se você não sabe os resultados que espera com o tratamento, não consegue definir onde quer ou precisa chegar. Ou ainda se não sabe como pode se programar comportamentalmente para o estilo de vida que busca, o coaching é indicado.


Terapias

 Por que o SIM não dá conta de superar alguns traumas?

As principais causas são:

  • Por estar enfraquecido – falta de condições mentais positivas como abordado no tópico anterior.
  • Por sobrecarga – quando o trabalho do SIM é interrompido por seguidos eventos traumáticos. Por exemplo, a criança cai de bicicleta na frente dos colegas e passar por um trauma sentindo muita vergonha, neste momento o SIM começa a trabalhar mas quando esta criança chega em casa, encontra os pais brigando (outro evento traumático), vai par ao quarto e fica sozinho chorando (evento traumático de solidão), chama uma colega para conversar e ela diz que não pode (evento traumático de rejeição) e assim por diante.

Quando episódios assim acontecem, um trauma pode se instalar e não ser superado.

 

Como saber se você precisa de terapia

Por fim então, como saber se você precisa de terapia?

Identificando se existem comportamentos em você que causam qualquer tipo de restrição, limitação, incômodo em sua qualidade de vida e você não tem controle sobre eles.

Nestes casos, um tratamento terapêutico fará o papel que seus SIM não conseguiu.

 

Conclusão

Agora você conhece o conceito de Sistema Imunológico Mental, compreende melhor sua importância e o quanto deve ser bem cuidado.

Sabe que não deve aceitar qualquer condição limitada ou incômoda de vida por causa de reações psicológicas, comportamentais e emocionais.

Sabe também que escolhendo a terapia e o(a) terapeuta certo, conseguirá passar pelo tratamento que precisa para superar qualquer intruso em sua mente que esteja contaminando seus comportamentos e prejudicando sua qualidade de vida.

Você merece ser feliz e viver uma vida de realizações!

 

Bônus

Clique aqui e baixe o Microbook deste artigo para ler a qualquer momento e compartilhar.

Então, Muuuuito Beeeeem!

Quem leu este também gostou desses

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Compart.
Compartilhar
Pin
Compartilhar
Twittar